terça-feira, 5 de junho de 2012

CINCO DICAS PRA UMA UNHA PERFEITA


Técnicas simples e práticas para o dia-a-dia de quem faz as unhas em casa.
Pintar as unhas não é uma tarefa muito dificil mas tambem não é fácil, exige: treino, prática e método para se chegar a quase perfeição.
Atualmente, com mulheres cada vez mais presentes no mercado de trabalho, não são todas que conseguem ir freqüentemente ao salão de beleza para fazer as unhas, muitas delas inclusive, apelam por um método muito comum, o do: “faça você mesma”.
Mas quem utiliza este método sabe muito bem que nem sempre o resultado é bom, por isso, daremos algumas dicas para que das próximas vezes seja possível você fazer suas unhas da melhor forma possível em casa.

PRIMEIRO PASSO:

Esta é considerada a fase mais importante, pois um bom acabamento e uma maior durabilidade do esmalte irão depender da preparação da unha, da aplicação e do produto utilizado.
As unhas e as cutículas devem ser hidratadas (pode ser com um hidratante comum para mãos), porém, tomar cuidado para que todo excesso do hidratante seja retirado, isso evitará que o esmalte descasque com maior facilidade.
Escolha um produto a base de acetona para remover o esmalte antigo com maior eficiência, os removedores de esmaltes são bons, porém não são tão eficazes quando a acetona.
Para amolecer as cutículas mais facilmente utilize um creme removedor para cutículas (que pode ser encontrado em qualquer drogaria, loja de cosméticos e mesmo em alguns supermercados maiores).
Após remover as cutículas com o alicate, lixe as unhas, preocupando-se sempre em deixá-las todas do mesmo tamanho.
Para um acabamento quadrado, lixe primeiramente o meio e finalize nas extremidades (para que elas não fiquem tão pontudas).
Para um acabamento arredondado, comece lixando uma das extremidades, passando pelo meio e finalizando na outra extremidade.
Após lixar as unhas, lave as mãos com um sabonete livre de lanolina, aloe vera ou outros óleos, utilizando uma escovinha macia (própria para a higiene das unhas), esfregando levemente.
Após secar as mãos, aplique novamente a acetona em cada um dos dedos da mão para garantir que não haja sobra de umidade, do hidratante e do sabão.
Dica importante: A cada 30 minutos nosso próprio corpo fabrica óleos e umidade, por isso, a preparação das unhas e a aplicação da base (segundo passo) devem ser feitos primeiramente em uma mão para depois serem feitos na outra.

SEGUNDO PASSO:

Assim como pintar um quadro, a unha necessita primeiramente de uma base (cor básica para preparar as unhas para receber a cor definitiva do esmalte).
No mercado você já encontra bases prontas (geralmente são transparentes mais podem ser também acetinadas).
Dica importante: Antes de passar a base nas unhas, corte pequenas tiras de fita adesiva (como o esparadrapo hidropônico, por exemplo, que tem uma boa fixação, não provoca alergia e não deixa nenhum resíduo de cola ao ser tirado dos dedos) e coloque-as em volta das unhas para evitar o contato de esmalte com a pele.
Muitas pessoas utilizam o removedor de esmaltes ou acetona quando o esmalte acaba encostando na pele, e por mais cuidadosa que esta pessoa seja, ao remover estas “rebarbas”, uma pequena quantidade do produto pode entrar em contato com o esmalte, deixando-o opaco ou diminuindo sua durabilidade.


TERCEIRO PASSO:

Nunca chacoalhe o frasco do esmalte, isso faz com que ele fique com bolhas de ar e descasque com maior facilidade. Role o frasco suavemente nas palmas das mãos até que toda fórmula fique uniforme.
Aplique no máximo duas demãos do produto. Utilize o método do três: o esmalte deve ser aplicado primeiramente do lado esquerdo, depois do lado direito e depois no meio, sempre começando de cima para baixo. Nunca aplique o produto mais de uma vez em um mesmo local.
Antes da aplicação, retire o excesso de esmalte do pincel no próprio frasco.
Para se ter uma idéia, na primeira demão a cor sempre ficará translúcida (quase incolor) e na segunda já será possível visualizar a cor cheia.
O esmalte deve ser sempre novo, pois estão mais líquidos, fáceis de aplicar e secam por completo.
Esmaltes antigos, tendem a ser grossos e nunca secam por completo.
Um erro muito comum é diluir os esmaltes antigos com removedor ou com solventes próprios para isso, mas isso estraga o produto e diminui sua durabilidade, por isso, o esmalte velho deve ser sempre jogado fora.


QUARTO PASSO:

Utilize um esmalte incolor (que não seja base) para dar um acabamento. Além de promover um brilho todo especial, ele estará protegendo a cor de a durabilidade do esmalte depois de aplicado nas unhas.

O secante ou óleo secante ajudará a secagem mais rápida do esmalte além de minimizar os acidentes comuns logo após a aplicação.

Aguarde um minuto antes de aplicar o óleo secante.

Não é necessário passa-lo na unha como um esmalte, basta pingar (utilizando o próprio pincel do óleo) no topo de cada uma das unhas e aguardar alguns minutos antes de retirá-lo.

Para retirá-lo basta lavar as mãos com água fria e sabão, tomando sempre cuidado, pois o esmalte demora algumas boas horas até que fique completamente seco.

QUINTO PASSO:


Caso você não tenha utilizado a técnica dos esparadrapos para evitar o contato do esmalte com a pele, enrole um pedaço de algodão em um palito, embebede ele com acetona ou removedor de esmaltes, retire o excesso em um papel ou toalha.
 Retire o esmalte da pele tentando ao máximo evitar o contato do produto com as unhas.
                                                        VIDEOS 



PODE-SE USAR CAIXA DE LEITE TAMBÉM, A PARTE INTERNA.



Nenhum comentário:

Postar um comentário